Caneta para aplicação de insulina


As canetas para aplicação de insulina são fáceis de usar e estão cada vez mais populares. Como não exige refrigeração, o instrumento pode ser transportado na bolsa, caso a paciente for mulher, ou no bolso da camisa, no caso de homens. Por oferecer mais segurança no ajuste de dosagens pequenas, as canetas costumam ser as primeiras escolhas dos pais de crianças com diabetes.

Apesar das facilidades, tanto a seringa como a caneta usam agulhas descartáveis, que devem ser trocadas a cada aplicação.

 

HumaPen® LUXURA™ HD é uma caneta reutilizável que serve como opção para pessoas que usam dosagens pequenas do hormônio


Tipos de canetas de insulina

Embora o mercado disponibilize diferentes marcas e modelos, as canetas de insulina são divididas em dois grupos:

  • Caneta de insulina permanente: o instrumento pode ser usado inúmeras vezes, mas para isso é preciso carregá-lo com um cartucho de insulina vendido separadamente em caixas com cinco unidades nas principais drogarias e farmácias do país. Cada refil contém de 150 a 300 unidades de insulina e, dependendo da quantidade usada diariamente, o cartucho dura menos ou mais de um mês. Quando o refil acaba, o paciente deve descartá-lo e carregar a caneta com um novo cartucho. Tendo bons cuidados, a caneta reutilizável pode durar vários anos.
     
  • Caneta de insulina descartável: o instrumento é vendido já com o refil de insulina e, ao término do hormônio, o paciente pode descartá-la. As canetas descartáveis tem 300 unidades de insulina e são vendidas em caixas com cinco unidades. Essa opção é geralmente mais conveniente do que as canetas reutilizáveis, porque não é necessário fazer a troca do refil. 

Como cada marca e modelo de canetas diferem entre si, é importante saber: 

  • As marcas e os tipos de insulina disponíveis para cada caneta
     
  • A capacidade máxima de insulina que ela armazena
     
  • Qual a maior dose de insulina que pode ser injetada
     
  • A escala de graduação: meia, uma ou duas unidades 
     
  • A forma como a caneta indica se há ou não insulina suficiente para a dose completa 
     
  • O estilo e a aparência da caneta e do seu material (plástico ou metal)
     
  • O tamanho dos números no marcador de doses da caneta 
     
  • A quantidade necessária de força e destreza para o funcionamento da caneta 
     
  • Como corrigir eventuais erros de dose 
 

Vantagens das canetas de insulina

  • São portáteis, discretas e convenientes para aplicações fora de casa
     
  • Economizam tempo, porque não há necessidade de preparar o frasco de insulina
     
  • Não exigem refrigeração, podendo ser carregadas em qualquer lugar 
     
  • Mais precisão na definição das doses, especialmente para pessoas que têm problemas de visão ou destreza.

Desvantagens das canetas de insulina 

  • O custo é mais elevado do que a insulina comercializada em frasco para o uso em seringas
  •  
  • Nem todos os tipos de insulina estão disponíveis para uso em canetas de insulina
     
  • Não é possível misturar dois tipos de insulina, o que significa que se o paciente precisar aplicar dois tipos do hormônio será necessário duas aplicações
     
  • As canetas de insulina devem ser utilizadas apenas por um usuário 

 



Nota Importante: O conteúdo deste site não se destina a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Não desconsidere o conselho do seu médico ou demora na procura por causa de algo que você leu neste website.

Salvo menção contrária, BD, o Logo BD e todas as outras marcas BD são de propriedade da Becton, Dickinson and Company. © 2014 BD