Desafios comuns da aplicação de insulina


Sangramento no local de aplicação

É normal que uma pequena quantidade de sangue apareça durante a aplicação. Esse sangramento, que geralmente é causado quando a agulha atinge um vaso sanguíneo pequeno, pode ser interrompido, pressionando o local com algodão.

Além disso, o paciente deve:

  • Evitar esfregar o local
     
  • Manter uma leve pressão com o dedo para evitar lesões na pele.
     
  • Se uma lesão aparecer, não usar o local novamente até que ela suma.



É normal que uma pequena quantidade de sangue que apareça quando você injeta insulina. Esse sangramento geralmente é causado quando a seringa realiza uma punção de minúsculos vasos sanguíneos.

Se o paciente apresentar sangramento frequentemente, provavelmente está realizando a técnica de forma incorreta ou pode ter algum tipo de problema no local. Neste caso, vale consultar o médico.


Iniciando uma aplicação confortável

A maioria das injeções de insulina não machuca. Entretanto, se o paciente sentir dor com frequência pode adotar algumas técnicas:

  • Verificar com o médico se a técnica adotada está realmente correta.
     
  • Aguardar até o álcool secar completamente na pele antes de inserir a agulha.
     
  • Ter certeza de que a agulha não está sendo dobrada ao remover a tampa. A capa da agulha deve ser removida por torção e, em seguida, puxando-a diretamente para fora.
     
  • Injetar a insulina quando ela estiver na temperatura ambiente. Insulina gelada causa mais incômodo.
     
  • Manter os músculos da área de aplicação relaxados.
     
  • Nunca reutilizar as agulhas. Isso aumenta a dor, além de poder causar a quebra e o alojamento da agulha na pele.
     
  • Grandes doses de insulina podem doer mais do que pequenas doses. Para minimizar a dor, conversar com o médico sobre a possibilidade de aplicar a insulina de forma fracionada ao longo do dia.
     
  • Penetrar a agulha na pele rapidamente.
     
  • Coversar com o médico sobre o uso de um tamanho diferente de agulha ou dispositivo.
     
  • Adotar o rodízio dos locais de aplicação.
     
  • Usar somente as agulhas e seringas BD. Os diâmetros finos, as pontas afiadas e a lubrificação integral das agulhas proporcionam mais conforto na aplicação.

Vazamento de insulina na agulha após a aplicação

Se após a aplicação com caneta o paciente perceber que há vazamento de insulina ao remover a agulha do local que recebeu a injeção, é preciso ficar atento, pois pode não ter recebido a dose completa. Por isso, é importante que, após a aplicação, o paciente aguarde 10 segundos antes de remover a agulha da pele, quando está utilizando caneta, e 5 segundos, quando está utilizando seringas.

Se o vazamento de insulina se tornar frequente, deve conversar com o médico sobre o uso de uma agulha maior ou a utilização de um local diferente para receber as injeções. Outra possibilidade é a realização incorreta da prega subcutânea. Ela deva ser liberada após a remoção da agulha da pele.

Entupimento do dispositivo de aplicação

Se a caneta ou seringa estiverem entupidas ou apresentarem qualquer dificuldade na aplicação, pode ser devido a:
 

  • Pequenas quantidades de insulina na agulha advindas de uma utilização anterior
    Solução: Nunca reutilizar agulhas de insulina
     
  • Um pedaço de resíduo de insulina dentro da seringa
    Solução: Certificar se a mistura foi feita corretamente
     
  • Inserir a insulina leitosa na seringa muito antes de injetá-la pode obstruir a agulha
    Solução: Só preparar a insulina na seringa perto da hora de aplicá-la ou realizar a homogeneização da seringa antes da aplicação, com a mesma técnica utilizada para o frasco.

Lesões na pele

Lipodistrofia: é causada quando o diabético injeta insulina no mesmo local muitas vezes ou quando ele reutiliza a agulha. Para preveni-la, é necessário:
 

  • Alternar os locais de aplicação
     
  • Alternar os locais das injeções dentro da área escolhida
     
  • Alternar os lados (direito e esquerdo) da parte do corpo usada
     
  • Trocar a agulha a cada aplicação

A lipodistrofia, por sua vez, se divide em dois tipos: 

1- Lipohipertrofia ou hipertrofia de insulina: aparece sempre de forma suave em formato de nódulos nos locais das injeções. Esta condição pode ser causada pelos efeitos naturais da insulina, por não realizar corretamente o rodízio dos locais de aplicação ou pela reutilização de agulhas. Para evitar o desenvolvimento de hipertrofia, vale alternar os locais de aplicação e não reutilizar as agulhas.

2- Lipoatrofia: é a perda de gordura sob a pele. Esta condição acontece no momento em que há um declive dentro da pele de textura firme. Isto ocorre com mais frequência com insulinas misturadas.

Vale lembrar que nunca se deve injetar insulina nos locais com lipodistrofias porque eles não absorvem muito bem o hormônio. Seria necessário injetar quase o dobro de insulina para obter os mesmos resultados.

A lipodistrofia é mais fácil de ser sentida do que observada, por isso, o paciente deve verificar os locais de aplicação com os dedos frequentemente. Caso sinta alguma anormalidade, como textura, saliência ou cavidade se formando, deve avisar o médico e trocar o local de aplicação. 

Diabéticos com deficiência visual

Algumas sugestões podem ajudar esse paciente a garantir uma dose exata.

  • Se a deficiência visual for leve, a caneta de insulina pode ser mais fácil do que a seringa, já que as unidades aparecem de forma numérica e há emissão de som. 
 
 
  • Um membro da família pode preparar a seringa para a pessoa com diabetes apenas aplicar. Neste caso, o familiar ou amigo deve receber todas as instruções de um médico, enfermeiro, farmacêutico ou educador em diabetes.  
  • Pedir auxílio de um enfermeiro, farmacêutico ou familiar para verificar as doses antes da aplicação.

Diário de aplicação

Muitas vezes, as pessoas com diabetes esquecem se tomaram ou não a insulina, o que pode afetar o controle glicêmico. Assim, vale anotar em um diário os horários, as doses,
o tipo de insulina e outras observações que julgar importantes.

Lipoatrofia: é a perda de gordura sob a pele. Esta condição acontece no momento em que há um declive dentro da pele de textura firme. Isto ocorre com mais frequência com insulinas misturadas.
 

 



Nota Importante: O conteúdo deste site não se destina a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Não desconsidere o conselho do seu médico ou demora na procura por causa de algo que você leu neste website.

Salvo menção contrária, BD, o Logo BD e todas as outras marcas BD são de propriedade da Becton, Dickinson and Company. © 2014 BD