Conservação, armazenamento e transporte da insulina

As insulinas apresentam boa estabilidade e tem sua ação biológica preservada, desde que seja devidamente conservadas e armazenadas, conforme as recomendações de cada fabricante.

As insulinas lacradas devem ser mantidas em geladeira (entre 2 a 8 graus) e a data de validade será a impressa na embalagem pelo fabricante, cerca de 2 a 3 anos após a data de fabricação. Já as insulinas em uso, podem ser mantidas na geladeira ou em temperatura ambiente (até 30 graus), em local fresco, ao abrigo da luz e de oscilações de temperatura.

O local mais adequado para armazenar as insulinas em geladeira doméstica, são as prateleiras do meio para baixo, próxima ou na gaveta de verduras. Dessa forma, evita que as insulinas sejam expostas a temperaturas inferiores a 2 graus, ocasionando o congelamento e perda de efeito.

Recomenda-se mantê-las em sua embalagem original, dentro de recipientes de metal ou plástico com tampa. A porta da geladeira não é indicada para o armazenamento, pois com as frequentes aberturas da porta causam variação de temperatura, podendo danifica-las. Quando mantida em geladeira, recomenda-se a retirada com 15 a 30 minutos antes da aplicação, a fim de evitar desconforto e irritação no local.

Os fabricantes não recomendam guardar a caneta recarregável em geladeira, para prevenir danos no mecanismo interno e interferência no registro da dose, ela deve ser mantida em temperatura ambiente. Já as canetas descartáveis, podem ser armazenadas em geladeira ou temperatura ambiente. Quanto à validade, após a abertura da insulina, são válidas de 4 a 8 semanas conforme orientação em bula. Após este prazo, deve ser descartada, mesmo que ainda contenha insulina e tenha sido armazenada em geladeira.

 

Placeholder

 

O transporte doméstico da insulina poderá ser realizado em embalagem comum, respeitando-se os cuidados com a temperatura, o calor e a luz solar direta. Caso seja necessário, utilize caixa de isopor ou bolsa térmica com gelo para o transporte, lembrando que o frasco não deve permanecer em contato direto com o gelo. Dicas: - coloque uma separação, que pode ser um pedaço de papelão, entre o gelo e a embalagem contendo a insulina. - caso utilize pedras de gelo, coloque-as em um saco plástico a fim de evitar que o gelo derretido danifique a insulina.


Nota Importante: O conteúdo deste site não se destina a ser um substituto para aconselhamento médico profissional, diagnóstico ou tratamento. Não desconsidere o conselho do seu médico ou demora na procura por causa de algo que você leu neste website.
Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação. Em caso de dúvida, procure sempre um médico para orientação quanto ao melhor tratamento e conduta.

Referências:
  1. Diretrizes, Sociedade Brasileira de Diabetes (2015-2016). Práticas Seguras para o Preparo e aplicação de Insulina. A.C. Farmacêutica: 2016; p. 256 – 266.